-- inicio ---

Benefícios da Gelatina que Você não Conhece

Ela ganhou a fama de ser o alimento número 1 quando o assunto é dieta. Saborosa, refrescante, hipocalórica, que ajuda a combater aquela vontade aguda por doces e guloseimas e ainda, de baixo custo e fácil preparação.
Sim, a gelatina é tudo isso. Mas se engana quem pensa que ela deve estar inserida apenas no cardápio das pessoas preocupadas com os ponteiros da balança. Na verdade, os benefícios dessa delícia são bem maiores do que possam imaginar. Duvidam? Pois então vamos desmistificar o que há por trás daquele simples pozinho.
A gelatina é composta praticamente de aminoácidos (proteínas), que ajudam na síntese e na renovação do colágeno. Dos indispensáveis para o organismo, dez precisam ser adquiridos através da alimentação porque o nosso metabolismo não consegue sintetizá-los.
Para ter uma idéia da importância da gelatina, ela possui nove tipos deles, faltando apenas o triptofano (precursor da serotonina), o neurotransmissor que nos deixa feliz.
Se consumida regularmente, ela auxilia na redução dos níveis de colesterol no sangue, triglicérides e controla a glicemia. Por ser rica em proteína, ela fortalece os ossos e previne o organismo de doenças como a osteoporose. Ela promove também uma maior resistência física aos desportistas.
E mais: colabora para a manutenção da juventude, deixando cabelo, unhas e pele mais bonitos. Ainda não está convencido do poder da gelatina? Então dá uma olhadinha nos detalhes abaixo.

Perda de Peso

Gelatina não emagrece, mas pode ser considerada um excelente alimento para as dietas para perder peso. Além de trazer saciedade com poucas calorias, a gelatina é ainda uma fonte de proteínas. Essas propriedades da gelatina garantem um maior controle do apetite, já que a gelatina é volumosa e suas proteínas retardam a digestão. O resultado é uma diminuição da vontade de comer, uma vez que o estômago permanece preenchido por mais tempo.
O maior controle do apetite promovido pela gelatina pode também estar relacionado ao GLP-1, ou peptídeo semelhante ao glucagon. Secretado por células intestinais, o hormônio está ligado aos mecanismos de saciedade. Um estudo publicado em 2008 no periódico “Eating and Weight Disorders” sugere que os níveis de GLP-1 aumentaram significativamente quando pacientes obesos consumiam gelatina.
É claro que a gelatina não faz milagres, sendo portanto necessário que seu consumo venha acompanhado de uma dieta hipocalórica e rica em verduras, legumes e cereais integrais.

Controle da Glicemia

A ausência de açúcar na gelatina (portanto nada de gelatina rica em açúcar para quem está preocupado com as taxas de glicose) faz do alimento uma boa opção para diminuir a fome sem impactar a glicemia sanguínea. Essa propriedade da gelatina traz dois benefícios:diminui a liberação de insulina, o hormônio que favorece o acúmulo de gordura;
facilita o controle do apetite, já que alterações bruscas nas taxas de glicose podem aumentar a vontade de comer carboidratos.
Vale ressaltar mais uma vez que esse benefício da gelatina só pode ser obtido através do consumo da versão sem açúcar, como por exemplo as gelatinas em pó sem sabor, a gelatina diet e o colágeno hidrolisado.

Fortalece as Articulações

A alta concentração de proteínas na gelatina ajuda a reforçar os ligamentos e tendões que unem os músculos aos ossos. A gelatina fornece os aminoácidos necessários (prolina e glicina) para a formação de tecido cartilaginoso, propriedade que por sua vez mantém as articulações hidratadas e menos propensas a rupturas.
Por esse motivo, a gelatina pode não apenas combater as dores articulares como também ajudar prevenir a artrose e a osteoporose. Para obter esse efeito, no entanto, é necessário que você consuma gelatina diariamente, e tenha uma dieta repleta de alimentos ricos em vitamina C.

Auxiliar do Tratamento Para Celulite

Embora mais de 90% das mulheres apresentem algum grau de celulite, boa parte delas quer deixar de fazer parte das estatísticas. Uma pele lisinha, sem “furos” e firme é o objetivo de muitas mulheres.
Apesar do colágeno não ser uma pílula anticelulite, ele pode contribuir para diminuir o aspecto de “casca de laranja”. Tudo isso porque a celulite surge exatamente quando o colágeno da pele se torna enfraquecido e o tecido adiposo fica mais visível.
A gelatina pode contribuir para repor o colágeno de que a pele necessita para prevenir e tratar a celulite já existente.

teste